quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Crítica: Gamers!

 
Comédia destaque dessa temporada, diverte e se faz criativa.

Apesar da infinidade de comédias românticas que temos por aí, parece que o gênero está longe de ficar completamente saturado. Gamers! é baseado em uma Light Novel de mesmo nome que começou sua serialização em 2015. Com muitas referências aos jogos de vários tipos e um elenco em sua parte gente boa, temos aqui um grande candidato à melhor comédia do ano.


Com uma premissa bastante simples, esse anime apresenta inicialmente o protagonista Amano Keita. Um solitário gamer que não tem amigos e nutri uma grande paixão pelos jogos eletrônicos. Assim, uma jovem chamada Tendou Karen, a mais bonita e popular menina do colégio de Keita, convida-o a participar do clube de jogos da escola.


Fugindo do estereótipo de gamer, a jovem Karen é totalmente o oposto dos clichês referentes aos viciados em jogos eletrônicos, que costumam ser exatamente como Keita, reclusos e de poucos amigos. Tal fato surpreende o jovem logo de cara.


O problema é que diferente do Clube de Jogos que foca em competições, Keita prefere jogar com objetivo de apreciar tudo o que o jogo tem a oferecer. Com essa divergência de conceitos, ele recusa o convite da jovem Karen e desse ponto, uma cadeia de eventos envolvendo ele e os demais personagens se inicia.


Gamers! é aquela comédia que se foca em vários momentos de mal-entendidos entre seus personagens. Logo no inicio vemos o efeito da recusa de Keita, feita publicamente, que faz com que Karen fuja às lágrimas. Já de cara, isso gera um boato na escola, de que Keita dispensou a declaração de Karen. Esse em si é um dos primeiros enganos cometidos.


 
E conforme a trama anda, vão parecendo os outros personagens, que possuem tanto destaque como o protagonista. Uehara Tasuko é um ótimo personagem que possui um bom desenvolvimento no quesito romance e cenas muito engraçadas. Aguri, sua namorada, foi uma boa aquisição. Talvez se focassem apenas na obsessão dela pelo Takuso, não seria uma boa personagem, mas a jovem contracenou boas cenas com Keita, o que gerou outros mal-entendidos e sequências cômicas primorosas.


Chiaki, que sem saber é uma parceira de jogo de Keita, é muito sem sal e na minha opinião é a pior personagem do elenco. Até a sua irmã mais nova Konoha, me causou mais empatia, mesmo com a participação reduzida.


Mesmo protagonizando a obra, Keita é um personagem genérico de comédia romântica, sem muita presença. O destaque maior vai para Karen, aonde seus episódios de loucura, são as melhores coisas que o anime apresentou. A paixão pelo Keita afeta o cotidiano e a personalidade da jovem, que é tida como a menina perfeita e acaba se tornando uma louca apaixonada.



Apesar de alguns personagens muito bons e outros nem tanto, o desenvolvimento em cima deles e as cenas cômicas, dão o tom de comédia certo.


O diretor Akamoto Manabu realmente sabe como dirigir um anime de comédia. Mesmo sem muito foco no que dá título a série, que são os jogos, vemos muitas referências à eles através de aspectos de linguagem visual.



As cenas de comédias aliadas a boa direção e roteiro são o que dão a Gamers! o destaque. Infelizmente na parte visual o anime deixa um pouco a desejar. Apesar de alguns quadros com representações bem cartunescas, motivo esse apenas para enaltecer a comédia da cena, o design de personagens não me agradou. Também fiquei decepcionado pela falta de uma trilha sonora mais condizente com o tema de jogos e de tom nostálgico, mas no fim acertou no quesito cômico.


Um toquezinho aqui e ali, poderia dar um destaque maior à essa comédia romântica. Apesar da falta desses toques, Gamers! cumpriu perfeitamente seu papel, de fazer o espectador dar muitas gargalhadas com suas várias errôneas interpretações entre seus personagens.

AVALIAÇÃO DO BLOG:





PARA AJUDAR O BLOG:

- COMPARTILHE NO FACEBOOK, TWITTER E GOOGLE + COM OS BOTÕES ABAIXO;

- CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E SIGA O BLOG NO TWITTER, LEVA SÓ UM SEGUNDO. O ASSISTIDOR AGRADECE!

0 comentários:

Postar um comentário