terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Dica de Anime: Ghost In The Shell




Gênero: Ação, Suspense, Ficção Científica, Seinen, Filme

Uma das animações clássicas japonesas mais aclamadas é a dica de hoje para quem quer algo muito bem feito em todos os sentidos.
Com o Hype em cima da franquia Ghost in The Shell devido ao filme que está por vir resolvi criar esse post de recomendação. Quem assiste animes a bastante tempo provavelmente conhece, seja apenas pelo nome e fama ou por que já teve a oportunidade de conferir essa joia rara.



Ghost in The Shell nada mais é do que uma ficção científica com todos aqueles aspectos cyberpunk que tornam o visual muito interessante e atraente, assim conferimos a história da Major Matoko Kusanagi no ano de 2029. O mundo nesse tempo é muito mais desenvolvido tecnologicamente, tanto que a grande maioria das pessoas possui partes do corpo feitas de forma cibernética, podendo ser de forma parcial ou até mesmo total como o caso de pessoas que possuem cérebros totalmente cibernéticos e que necessitam de manutenção regularmente.



O interessante é que pessoas que possuem o cérebro totalmente artificial podem acessar sistemas através de um cabo conectado na nuca, dessa forma adquirindo informações com maior velocidade e podendo até mesmo se comunicar através de pensamentos, uma telepatia que é possível devido à essa conexão tecnológica mental com o sistema (um telefone mental rsrs).


 O grande problema dessa emancipação cibernética é que pessoas podem ter seus cérebros invadidos por Hackers e assim ter seus pensamentos expostos, memórias modificadas e até mesmo controle da mente. Com isso a Major Kusanagi trabalha na seção 9, uma espécie de força tarefa composta por ex-militares e investigadores especialistas no ciberterrorismo para evitar que esses Hackers possam causar problemas a população ou ao país.


Vale ressaltar que a Major possuí quase todo o seu corpo e cérebro feitos de forma cibernética, por um motivo que você não saberá nesse filme, apenas nas continuações. O interessante é que devido há isso o filme aborda interessantes assuntos de como nossa humanidade começa a ser deixada de lado a partir do momento que nos tornamos quase que inteiramente artificiais, através de corpos, órgãos e/ou membros fabricados, a própria Major se questiona se ainda possuí uma "alma" depois de se tornar quase 100% androide.


Após toda equipe da seção 9 ser apresentada e seus métodos de trabalho, conhecemos o antagonista, denominado Mestre dos Fantoches, um super Hacker que está invadindo cérebros e matando pessoas do alto escalão do governo. Assim a Major e o restante da Seção 9 começam uma caçada à esse perigoso ciber terrorista, cuja origem remete à projetos secretos financiados pelo próprio governo.


Ghost in The Shell é um produto de criatividade e qualidade absurdas. Toda estética e visual do anime lhe passam uma sensação de modernidade e precariedade humana ao mesmo tempo, a tecnologia evolui, mas a ganância por riqueza, desigualdades, miséria e pobreza continuam muito presentes lá.





A trilha sonora é incrível e o diretor acerta em cheio os momentos onde ela é inserida. A animação é muito acima da média para o ano que foi lançado (1995) e nem preciso falar do enredo que é espetacular.


 O filme é pequeno (82 minutos - 1 hora e 22 minutos) o que acaba não sendo o suficiente para você se familiarizar com todos os personagens que a trama apresenta, mas existem muitas continuações da série, tanto em filmes quanto séries de TV, o próprio filme termina com um gancho sugerindo a continuação da história.

Pois bem, recomendo para quem está interessado no filme que será lançado em Março dar uma olhada nesse clássico. Quem já viu a série pode conferir que o trailer lançado recentemente possui muitas referências ao anime, tomara que se torne um produto fiel ao mesmo e que apresente uma qualidade aceitável.

Concluindo, confira essa maravilha japonesa, você não se arrependerá se for um bom apreciador de animes!


Obs: Caso tenha gostado se possível aperte o botão "Recomende isto no Google" abaixo da postagem, isso ajuda muito na divulgação do blog. Você pode também curtir a página no Face e seguir o blog no Twitter caso desejar. Obrigado pela preferência!


0 comentários:

Postar um comentário